Header principal

Setor de Hemodinâmica do Hospital Azambuja realiza procedimento inédito no Vale do Itajaí

Setor de Hemodinâmica do Hospital Azambuja realiza procedimento inédito no Vale do Itajaí

O Setor de Hemodinâmica do Hospital Azambuja realizou na quarta-feira, 4 de maio, a primeira angioplastia coronariana guiada por Tomografia de Coerência Óptica ou OCT (sigla em inglês para Optical Coherence Tomography), procedimento minimamente invasivo que utiliza tecnologia avançada no campo da cardiologia intervencionista.


A angioplastia guiada por OCT é inédita no Vale do Itajaí e uma das alternativas além da conhecida cirurgia aberta. A técnica é indicada em casos de angioplastia coronariana complexa e síndromes coronarianas agudas, como o infarto do miocárdio.


O procedimento foi conduzido pelos médicos cardiologistas intervencionistas Felipe Baldissera e Bruno Casagrande, e pelo médico anestesista, Renan Sossella. De acordo com Baldissera, o OCT fornece imagens tomográficas da microestrutura coronária em alta resolução, possibilitando detalhada caracterização dos componentes e da morfologia da placa aterosclerótica, além de acurada determinação das dimensões vasculares. Com isso, se torna muito importante para o sucesso do procedimento de angioplastia coronariana em anatomias complexas.


“Ficamos muito satisfeitos em trazer esta técnica, fazendo com que procedimentos cardíacos minimamente invasivos tenham cada vez melhores resultados, transformando o Setor de Hemodinâmica do Hospital Azambuja em referência para toda a região”, ressalta Baldissera.


O gestor hospitalar Gilberto Bastiani, também enaltece a importância da realização da angioplastia guiada por OCT na instituição. “A realização deste procedimento evidencia todo o trabalho realizado no Hospital Azambuja, na busca pelos melhores diagnósticos, procedimentos e tratamentos. Nosso Setor de Hemodinâmica atua há sete meses e demonstra sua significativa relevância para Brusque e região”, complementa.

Compartilhar